Vender é uma arte

Vender é realmente uma arte?

Você já deve ter ouvido pelo menos uma vez que “vender é uma arte”. Se essa premissa é verdadeira, somos todos artistas! Em um sentido bem amplo todos nós sempre estamos vendendo alguma coisa todos os dias.
Vendemos (sem percebermos) nossa imagem, nossas ideias, convencemos pessoas, persuadimos, fazemos pich, enfim, estamos envolvidos em vendas o tempo todo. E muitos de nós somos também aquele vendedor que vende um produto ou algum serviço.

O conceito de vendedor já evoluiu muito no decorrer das décadas. Antigamente era visto como uma pessoa que não possuía muitas habilidades ou uma profissão que exigia pouco peso intelectual.

Hoje sabemos que essa profissão de vendedor é altamente valorizada no mercado de trabalho.

Segundo Daniel H. Pink “SABER VENDER é DA NATUREZA HUMANA “. Ele diz:.. “Sejam funcionários convencendo colegas de uma nova ideia, empresários seduzindo investidores a aplicar, ou pais e professores persuadindo as crianças a estudar, nós passamos nossos dias tentando induzir os outros. Gostando ou não, agora, estamos todos em vendas.”

Mas como ser um bom vendedor?

É muito comum acharmos que um bom vendedor já nasce com esse dom da arte de vender e que tem a habilidade de convencer qualquer um a qualquer momento. No entanto, se isso fosse verdade, poderíamos dizer que nem todos têm a capacidade para exercer essa profissão e seria perda de tempo tentar aprender e se aprimorar.

Conhecer as habilidades e práticas é essencial para elevar os índices de vendas.

As principais habilidades e qualidades de um bom vendedor são:

  1. Paciência: Uma venda não é uma mágica que acontece de repente. O bom vendedor precisa ser muito paciente em todo o processo de venda.
  2. Dinamismo: Se encher de motivação, ser ativo e pro ativo faz toda a diferença!
  3. Organização: Ser uma pessoa organizada pode facilitar muito a rotina de um vendedor, evitando conflitos de agenda e imprevistos. Sendo assim, atualize a agenda e consulte-a logo de manhã para que a dinâmica seja perfeita. Se existe uma equipe no processo de vendas, interaja com ela pelo menos uma vez ao dia. Obtenha informações sobre produtos e serviços, sobre os problemas, dificuldades e imprevistos.
  4. Capacidade de boa comunicação: Se comunicar bem é um dos principais requisitos para ser um vendedor. No entanto, saber ouvir é um requisito ainda maior. É preciso estar sempre conhecendo novas pessoas, participar de eventos de networking sempre que possível, seja presencial ou virtual.
  5. Busca por novos conhecimentos: Essa área de atuação exige também muita dedicação, esforço contínuo e domínio de técnicas, principalmente porque a tecnologia está em nossas vidas e muda constantemente. Se atualizar sempre é primordial.
  6. Conhecimento técnico dos produtos e serviços que vende: Como vender algo que não conhecemos a fundo? Quanto mais soubermos sobre o produto/serviço, mais argumentos teremos com o consumidor.
  7. Conhecimento do mercado e concorrentes: Essa prática é muito importante. É conhecendo o mercado e nossos concorrentes que vamos nos adequando às soluções e resolvendo as dores dos nossos potenciais clientes.
  8. Ser um bom planejador: Assim como ser uma pessoa organizada, saber planejar o processo de vendas vai facilitar muito a rotina de um bom vendedor.
  9. Saber negociar. É uma etapa dificil e delicada, mas não menos importante. Na maioria das vezes envolve interesses conflitantes de ambas as partes. Isso leva ao décimo ítem:
  10. Ser empático e simpático: Coloque-se sempre no lugar do outro e tente entender os seus porquês! Isso vai aproximar o cliente e a probabilidade de um acordo de vendas será muito maior.

Essas habilidades podem ser aprendidas e desenvolvidas com o tempo, sem dúvida, e uma pessoa pode sim se tornar um vendedor de sucesso e muito valorizado, se assim o quiser.

Vamos continuar falando sobre vendas nos próximos dias…

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.