Tire sua ideia do papel

Empreendedor: Tire sua ideia do papel

O empreendedor muitas vezes acha que tem a melhor ideia do mundo e acredita que basta ter os recursos necessários para colocá-las em prática.
Mas, na maioria das vezes, não é tão simples assim e vários fatores precisarão ser avaliados antes que se tire sua ideia do papel.

Para aqueles que já descobriram o caminho do empreendedorismo é natural que surjam várias ideias e muita inspiração para transformar sonhos em realidade.

Quando temos uma boa ideia é normal que  fiquemos muito entusiasmados inicialmente. É uma sensação de satisfação pessoal intenso que promove um: “uau, eu sou fabuloso!” Quando estamos entorpedidos por esses sentimentos, ficamos muito animados. Nos enchemos de energia e muitas vezes queremos que o mundo nos veja mesmo como um empreendedor incrível.

No entanto, isso tudo costuma mudar assim que damos os primeiros passos rumo a execução do projeto.

A hora de tirar a ideia do papel é a mais difícil.

Inicialmente falta coragem, dúvidas aumentam e nem sempre temos o total conhecimento exigido.
Provavelmente uma ideia passará por várias etapas e muitas confusões, não se assuste com isso.
Algumas ideias vão sobreviver, outras não.

Certamente vão surgir as dificuldades e um amontoado de problemas. A realidade é cruel!
Ou não!
O mais importante nesse momento é encarar todas as situações presentes. Riscos, pontos fortes, fracos, e tudo mais que terá que colocar em pratica para que suas ideias saiam do papel.

E para que a imaginação passe para concretização é preciso, em primeiro lugar, que a ideia seja viável.
Ideia que não pode ser colocada em prática não significa nada além de uma ideia.

E como descobrir se minha ideia é viável? Algumas perguntas podem ajudar a esclarecer isso:

– O que eu preciso para começar?

– Anote tudo: dificuldades, soluções, riscos, etc;

– Converse com pessoas que podem entender de novos negócios,  especialistas no assunto, pessoas que poderiam precisar do seu produto/serviço, conheça seus concorrentes, faça um protótipo, um piloto do seu produto antes de colocá-lo no mercado;

– Se pergunte se o seu produto vai solucionar algum problema do seu potencial cliente. Pense bastante sobre isso. Se não existe um problema para ser resolvido, não haverá consumidor. Você pode ter uma ideia brilhante, mas se ela não ajudar a solucionar problema do consumidor, ele não vai te valorizar e muito menos comprar de você.

– Qual o diferencial? O que meu produto tem que o do concorrente não tem?

– Lembre-se de que nem todo mundo vai consumir seu produto ou precisar do seu serviço, por isso pesquise seu público alvo.

– Avalie o impacto que seu produto pode cirar nas pessoas e no mundo;

– Faça contas. Se tudo for viável, menos a parte financeira, você volta a estaca zero.

No entanto, quando tudo está rendondinho, não significa que tudo está pronto para começar. Toda ideia que ainda está no papel e talvez pronta para sair dele, exige algo fundamental: o planejamento.
(Em contra partida, planejamento demais e nenhuma ação não resulta em nada).

É preciso ter os pés no chão e equilíbrio entre o planejar e o agir para que não se perca a oportunidade de transformar  sua ideia em projeto.

Uma coisa tão importante quanto o planejamento é o timming.

Você precisa de um planejamento sem dúvida nenhuma. Mas não há necessidade de ir tão fundo e não dar andamento prático para a realização.
Não adianta ter o caderno de receitas e não quebrar os ovos para fazer o bolo!
É preciso, claro, que o planejamento contenha todos os riscos e informações necessárias.
São nesses momentos que você, empreendedor, vai descobrir se realmente essa ideia é mesmo sua paixão.
E, principalmente, se você será capaz de concretizá-la.

Outro ponto a considerar, é que você precisa estar preparado para o fracasso.

Pode ser que sua ideia seja incrível, mas ela pode vir a fracassar.
Muitas vezes fracassam sim! Por diversos fatores: o momento não foi o ideal, falta de conhecimento, falta de recursos necessários, a ideia não era viável – mesmo você tendo que era- , impossível  competir com os concorrentes atuais… Enfim, são diversos os motivos.
Por isso é muito importante também fazer uma análise de mercado profunda, para que você conclua se sua ideia vai ser interessante para o momento ou não.

Por fim, mesmo que exista um planejamento perfeito e o momento seja agora, tudo pode depender muito do empreendedor. Ou seja, tudo depende de você e sua vontade de fazer acontecer.

Ser empreendedor consiste em ter a coragem suficiente para encarar esses desafios constantes e lutar para que sua ideia possa dar certo.

Talvez ela precise de ajustes e melhorias, mas quando ela estiver do jeitinho que você espera, só cabe a você colocá-la em prática.

E aí, quantas ideias você gostaria de tirar do papel e ainda não teve coragem?

Talvez agora seja o momento certo pra isso.


A 2Make – Soluções para empresas é uma agência de comunicação especializada em marketing digital.  Podemos ajudar você a promover seu site, marca, produtos e serviços por meios de mídias digitais.

Nosso objetivo é trazer os benefícios do marketing digital para micro e pequenas empresas. Acreditamos que estas empresas precisam estar mais próximas de seus consumidores, através de uma comunicação dinâmica e eficiente.

Aventure-se na comunicação digital com seu público-alvo! Conte conosco nessa aventura!

Entre em contato e conheça mais sobre nossas soluções.