A geração Y

A geração Y no mundo corporativo

Pertencem à geração y, como falamos no texto anterior, as pessoas nascidas entre 1980 a 1995, aproximadamente. Cresceram na virada do milênio, por isso são conhecidos também por millenials.

Hoje queremos falar um pouco mais sobre a Geração Y e como esses jovens se comportam no mundo corporativo.

A geração Y vem se tornando a maior parte do mercado corporativo, ou seja, são os jovens que tem maior presença no mundo empresarial.

Pessoas dessa geração conviveram desde muito cedo com os computadores, smartphones e internet  e, assim, tiveram oportunidades maiores do que a geração anterior. Por outro lado, vivenciaram várias crises econômicas, entre elas a atual pandemia que contribui com a falta de emprego, inflação e aumento do custo de vida.

A geração Y enxerga a relação de trabalho de forma bastante horizontal.

Eles  tiveram enorme acesso à educação, diferente da geração Baby Boomers e a geração Y, onde as limitações eram maiores. São jovens muito bem informados, questionadores e totalmente conectados digitalmente.

Estudiosos em comportamento humano dizem que muitos são jovens inseguros.  Mas isso não significa que não troquem um trabalho convencional por algo que os deixarão mais felizes, como terem seu negócio próprio.

Essa geração Y é formada por jovens inteligentes, curiosos e questionadores. Não gostam de nada que seja muito subjetivo.

Não se identificam com projetos a longo prazo, preferindo respostas e resultados rápidos, pois são pessoas muito ansiosas também.

Prezam pela qualidade de vida e sabem muito bem conciliar o trabalho e a diversão. Eles valorizam atitudes sustentáveis, o bem-estar físico, emocional e mental, muito embora tenham alguns problemas de instabilidade comportamental e se tornam imcompreendidos por muitos.

Especialistas dizem que são seres multitarefas. A maioria deles é capaz de realizar várias atividades em simultâneo, como, por exemplo, ouvir música enquanto desenvolvem um projeto ou algo assim.

A geração Y é muito participativa, bem humorada, gosta de tarefas que sejam ágeis e despertem  interesse por novos desafios.
Por isso são tão conectados com a tecnologia e possuem grande afinidade com as mudanças, principalmente no estilo de vida.

Outra característica de destaque nessa geração Y é a forma de se comunicar. Eles são menos formais do que as gerações anteriores e não se importam em dividir conhecimentos com toda a equipe. Esse comportamento gera laços de amizades sem que isso interfira diretamente no lado profissional.

As empresas, especialmente as mais tradicionais, têm tido certa dificuldade em lidar com essa geração tão desafiadora. Refletem e tentam identificar quais as vantagens que elas podem trazer para a organização.

É fato que a empresa que inclui a geração Y em parte do seu quadro de colaboradores irá desfrutar do melhor que os millennials podem oferecer.

Estes profissionais sempre estão em busca de soluções inovadoras e atualizadas. Além disso, eles são totalmente empenhados em cumprir metas.  Geralmente atendem a todas as necessidades da empresa, sem gerar problemas interpessoais entre os colaboradores da mesma.

geração Y com certeza é composta por pessoas totalmente adaptáveis a todas as áreas e proporcionam os melhores resultados no mercado corporativo.

Podemos concluir que, apesar de toda insegurança e um cenário incerto, os millennials são profissionais muito flexíveis e muito criativos.
Mesmo enfrentando os grandes desafios do mundo corporativo, esses jovens buscam alternativas profissionais se dedicando com equilíbrio a tudo que se comprometem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.